Um novo estudo da Universidade de Harvard descobriu que a adesão a um estilo de vida saudável, incluindo consumo moderado de álcool, exercícios, alimentação saudável e não fumar, está associada a uma expectativa de vida mais longa. 

Para o estudo,  o professor de nutrição e epidemiologia de Harvard, Dr. Frank Hu, e uma equipe de pesquisadores de Chicago, Suíça, Holanda e China analisaram dados de 34 anos do ´Nurses Health Study (NHS) e 28 anos de estudo e acompanhamento de profissionais de saúde (HPFS), que reuniu informações de saúde de quase 112.000 participantes, especificamente profissionais de saúde. 

O core do NHS consistiu de enfermeiras com idades entre 30 e 55 anos, enquanto o grupo HPFS era de profissionais da saúde do sexo masculino com idades entre 40 e 75 anos. Foram enviados questionários a cada dois anos para coletar informações sobre saúde. Os pesquisadores analisaram as taxas de três doenças crônicas – diabetes, doenças cardiovasculares e câncer – e também acompanharam cinco fatores do estilo de vida – tabagismo, índice de massa corporal (IMC), atividade física regular moderada a vigorosa, consumo moderado de álcool e qualidade da dieta. 

“Com base em dados humanos e estudos de longo prazo, o consumo moderado de álcool tem um risco menor de desenvolver doenças cardíacas, diabetes e pode melhorar a função cognitiva”, disse o professor associado de Harvard, Dr. Qi Sun. ” É por isso que consideramos o consumo moderado um dos cinco fatores de baixo risco do estudo”. 

Os resultados foram promissores para bebedores moderados: “quando incluímos apenas quatro fatores de estilo de vida sem álcool, as mulheres que aderiram a todos os quatro fatores de estilo de vida de baixo risco tiveram uma expectativa de vida 9,5 anos (homens: 8,8 anos) mais longa, livre das principais doenças crônicas, do que aquelas sem nenhum desses fatores”, os autores escrevem. “Após a inclusão de um consumo moderado de álcool, as mulheres que aderiram a todos os cinco fatores de baixo risco tiveram uma expectativa de vida de 12,5 anos (homens: 9,6 anos) mais longa, livre das principais doenças crônicas, do que aquelas sem nenhum desses fatores”. 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1
Olá ! Seja bem-vindo ao Le Petit.
Como podemos ajudar ?
Sua mensagem será respondida assim que possível.
Aproveitamos para desejar um Feliz 2020 !
Powered by
%d blogueiros gostam disto: