É o mais famoso dos espumantes. Frequentemente, o nome Champagne é utilizado de forma equivocada para se referir a qualquer tipo de espumante. Na verdade, Champagne é só o espumante produzido na França, na região demarcada que leva o mesmo nome. Além disso, Champagne somente pode ser produzido pelo método Champenoise e a partir das uvas tintas Pinot Noir, Pinot Meunier e da branca Chardonnay.

Segue abaixo 6 rótulos que recomendamos para a sua virada:

1. Taittinger Brut Réserve

Pierre Taittinger descobriu os vinhedos de Champagne durante a primeira guerra mundial e graças a sua paixão pelo vinho e a gastronomia retornou a região alguns anos depois e investiu toda sua energia na criação de um grande Champagne: Taittinger

Desde 1932 o Champagne Taittinger tem crescido e conquistado seu lugar entre as melhores “Maison de Champagne”, mostrando com audácia um estilo de vinho particular, muito influenciado pela uva Chardonnay.

2. Moët Impérial Brut

Moët Impérial é o champagne icônico da Maison. Criado em 1869, ele reúne o  estilo Moët & Chandon. Um estilo que se diferencia por seu sabor frutado e  sedutor e a sua elegante maturidade.

3. Louis Roederer Brut Premier

É o champagne que melhor traduz o sofisticado DNA da casa Louis Roederer, com impressionante consistência safra após safra. Cheio de personalidade, exibe textura sedutora, riqueza de sabores e uma finesse refrescante. É estruturado e incrivelmente persistente. Resultado do corte de vinhos de seis safras, entre eles os reservas envelhecidos em carvalho, o Brut Premier é elaborado com 40% de Pinot Noir, 40% de Chardonnay e 20% de Pinot Meunier.

4. Veuve Clicquot Brut

Um champagne poderoso e complexo, oferece persistência aromática que deixa sua marca na memória por um longo tempo. Um assemblage consistente que tem sido protegido por um pequeno grupo de apenas dez Chefs de Cave em mais de 240 anos de existência da Maison. 

5. Pol Roger Brut

O sofisticado Pol Roger Brut foi o Champagne escolhido mais uma vez para o casamento real britânico. Depois de ter sido o Champagne do casamento do Príncipe William e Kate Middleton, o Pol Roger Brut foi selecionado para comemorar a união do príncipe Harry e Meghan Markle. É um champagne de muita classe e complexidade, que envelhece longos anos nas frias caves de Pol Roger. É um assemblage de vinhos elaborados com uvas colhidas em grande parte de vinhedos Grand Cru e Premier Cru, com adição de 25% de vinhos reserva, de safras antigas. Sem dúvida, uma grande referência em Champagne.

6. Champagne Bollinger Special Cuvée NM 

Verdadeira lenda no mundo do vinho, Bollinger é um dos maiores nomes de Champagne, dispensando apresentações. É um dos únicos dois produtores da região a merecerem as máximas e raras três estrelas do guia Bettane&Desseauve. Sua maravilhosa cuvée não-safrada, a Special Cuvée Brut, é rica, encorpada, intensa, refinada e muito elegante, tendo merecido nada menos que 94 pontos da revista Wine Spectator. É um corte de 60% de Pinot Noir, 25% de Chardonnay e 15% de Pinot Meunier, provenientes no mínimo 80% de vinhedos classificados como Grands Crus e Premiers Crus. Bollinger representa o máximo em Champagne.
Recebeu 5 estrelas da Revue Du Vin de France.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1
Olá ! Seja bem-vindo ao Le Petit.
Como podemos ajudar ?
Sua mensagem será respondida assim que possível.
Aproveitamos para desejar um Feliz 2020 !
Powered by
%d blogueiros gostam disto: